Dicas para combater o “Spam”

Mês de março e abril é conhecido como o mês de grandes incidentes causados pelos spans. Só neste final de semana recebi inúmeros de e-mails suspeitos como da Receita Federal e do Serasa. O spam é uma das maiores pragas da internet, esse nome é dado às mensagens indesejadas, não solicitadas, enviadas aos endereços de e-mail ou a serviços de mensagem instantânea.

serasa

É cada vez maior o número de e-mails que os internautas recebem, sendo elas de propagandas dos mais diversos tipos: propostas financeiras, melhoras na vida sexual, divulgação de sites, propaganda de produtos supostamente revolucionários, ofertas tentadoras; enfim, uma série de mensagens não solicitadas pelo usuário, cujo remetente é desconhecido, invadem as caixas postais de e-mails, causando transtornos aos usuários e prejuízos aos provedores, já que quase metade das mensagens que armazenam em seus servidores são spans.

receita

 

Lamentavelmente, ainda não existe ferramenta eficaz contra o spam. Portanto, observe, a seguir, algumas recomendações para evitar que sua caixa postal seja inundada pelo lixo eletrônico:

Ao identificar uma mensagem de spam delete e Não responda ao spam: apague-a antes de lê-la e evite entrar em sites que você sabe que enviam spam para divulgar seus serviços. Jamais, de maneira alguma, responda às mensagens de spam, a grande maioria dos spans vem um com um texto dizendo algo como “clique aqui se não quiser mais receber nossas mensagens”, ou “responda a esta mensagem com o assunto Retirar para excluir seu e-mail de nosso banco de dados”. 

Não clique em nenhum link para descadastramento e Não execute aplicações, nem abra arquivos de origem desconhecida. Em alguns casos, basta um clique para você confirmar que o seu endereço existe. Eles podem conter vírus do tipo cavalo-de-troia, e outras aplicações prejudiciais que fiquem ocultas para o usuário, mas que permitam a ação de fraudadores sobre sua conta, a partir de informações capturadas após a digitação no teclado.

Não tema ameaças. Não leve a sério e-mails com avisos de cobranças ou advertências ameaçadoras para pagamento de débitos fictícios ou para fazer a limpeza de seu nome em órgãos de proteção ao crédito – como Serasa, Serviço de Proteção ao Crédito, Receita Federal ou outros. Esses órgãos não se comunicam via e-mail com ninguém. Jamais forneça seus dados, CPF, RG, endereço e telefone, em resposta a esses malandros. É exatamente isso que eles buscam.

Fique atento às fraudes. Fique de olho em uma nova modalidade de spam que não pára de crescer: golpistas copiam as características de mensagens enviadas por empresas conhecidas – de bancos e lojas online, a Big Brother Brasil e Show do Milhão – para enganar o usuário. Em vez de tentar vender algum produto, o objetivo é fazer o internauta baixar um programa malicioso ou enviar seus dados por meio de formulários.

Denuncie. Deve-se sempre enviar a denúncia para o provedor de origem do spam. E para isso é absolutamente imprescindível saber ler o cabeçalho da mensagem. No Brasil, é conveniente que as denúncias sejam encaminhadas com cópias para mail-abuse@nic.br e spambr@abuse.net.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s